Cervejaria Brasão

Uma destas noites chuvosas levou-nos até à baixa portuense. Descemos a Rua do Almada, virámos à esquerda na Rua Ramalho Ortigão e entrámos naquele que é o melhor exemplo de uma cervejaria típica portuguesa. Engane-se o leitor que achar que fomos aos camarões e às cervejinhas fresquinhas. Podia ter sido, mas não! Na verdade fomos comer um dos pratos que mais fãs tem em todo Portugal mas cuja alma e temperos certos vive no Porto: a muito nossa francesinha. Os anfitriões foram o Brasão Cervejaria e nós comemos muito bem.
A fachada, em pedra, madeira e com um ar corpulento, completa-se com o que dá nome à cervejaria: um brasão dourado e como manda a lei. O interior, recheado de madeiras, ferro e muito azulejo, é um deleite aos olhos daqueles que comem tanto as aparências como aquilo que lhes põem no prato.

O espaço em si é mais do que simpático. É confortável, bonito, lembra-nos as tabernas medievais e é bastante convidativo a tainadas bem recheadas com um grupo de amigos. Fomos encaminhados até ao nosso lugar, situado numa das duas mezzanines da cervejaria. Rapidamente chegaram até nós um cesto de pão, uma manteiga de presunto e um pratinho de azeitonas e alcaparras de comer e chorar por mais. (Escusado será dizer que a manteiga desapareceu num ápice!)

Ainda que soubéssemos que não faltavam petiscos (como bacalhau com grão, salada de polvo, tábuas de presunto e queijos, moelas estufadas), mariscos e bifes suculentos para nos deleitarmos, nós já íamos com a ideia de comer a francesinha não fosse a Cervejaria Brasão, irmã mais nova do mítico e famosíssimo Yuko. Como dúvidas não houve, foi o que pedimos. O serviço foi atencioso, simpático e rápido (tendo em conta que as francesinhas são feitas na hora).
Serviram-nos e nós, quais gulosos, atacámos prontamente aqueles pecados encharcados em molho de cor vermelho ocre ligeiramente picante e com um cheirinho impossível de explicar por palavras. Coberta por uma generosíssima camada de queijo, a francesinha vem bem preenchida e com produtos de categoria. A linguiça, o bife, a salsicha fresca e o fiambre são frescos, apetitosos e criam a simbiose perfeita para que o vosso jantar seja cinco estrelas. A acompanhar vêm batatas fritas (daquelas caseirinhas, descascadas, cortadas e postas a fritar por alguém. Nada daquelas porcarias congeladas) e um bulezinho de molho borbulhento e a fumegar. (Se, como a Gorda, não forem amantes de carne vermelha podem pedir a francesinha sem bife. Mas descansem que continua bem servida.)

Não pedimos sobremesa. Queríamos, pois claro, mas não deu. O jantar foi bem servido e nós comemos muito bem. A francesinha é generosa em tamanho e, portanto, não tínhamos estômago para mais.
Mas se vocês são daqueles que querem comer sobremesa, não conseguem comer muito ou que, mesmo em dietas, se escapulam da mesma e fazem um asneirinha, a Cervejaria tem a opção de 1/2 francesinha.

Para quem gosta de francesinhas bem cheiinhas, suculentas e com um molho divinal, então encontra no Brasão Cervejaria o seu pouso ideial. Nós ficámos fãs e garantimos que voltaremos, desta vez, com mais amigos que o sítio dá-se a isso.

Brasão Cervejaria Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato


Brasao Score

Anúncios

2 thoughts on “Cervejaria Brasão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s